VANTAGENS E DESVANTAGENS DO USO DO RODOAR

Publicado:

Muitos caminhões e carretas fazem o uso de um sistema de calibragem automático acoplado na roda dos veículos que popularmente é conhecido como Rodoar, ou, rodocalibrador. Com ele, os usuários podem obter maior economia; afinal, rodar com um pneu com a calibragem incorreta traz impactos na vida útil deste componente e aumenta também o consumo de combustível. Porém, caso a manutenção do equipamento não esteja em dia, todo benefício pode ser perdido, gerando inclusive perda de performance e riscos à segurança do motorista.

Mas, afinal, como o rodoar funciona? Continue a leitura para saber mais:

Como é o funcionamento


Esse componente basicamente consiste num painel de instrumentos e numa mangueira de ar. As peças que compõe este sistemas são as: flanges, calotas, anel trava, bico de saída, extensões, canos de alumínio e cinemáticos.

Seu funcionamento ocorre da seguinte forma: o rodoar se conecta ao reservatório de ar comprimido por meio de uma válvula de 4 vias. Este ar se desloca pelo painel e, depois, vai para as juntas rotativas, que irão transferir o ar comprimido aos pneus do veículo. Enquanto isso, o painel realiza o controle das pressões dos pneus por meio dos manômetros e da válvula reguladora de pressão. Assim, quando ocorre alguma alteração ou queda de pressão nos pneus, o motorista é alertado por um sinal sonoro e luminoso emitido no painel.

Por se tratar de um sistema a ar, durante a manutenção, deve-se sempre estar atento a possíveis vazamentos que comprometam o seu funcionamento e consequentemente afetem a calibragem dos pneus do veículo. É recomendado que essa manutenção seja feita no máximo a cada três meses para verificar a limpeza do sistema e a checagem do compressor de ar e peças.

Alguns itens para se ficar atento:

– Assim como recomendamos para o compressor da frota, deve-se periodicamente drenar o bujão de ar do veículo para evitar acúmulo de impurezas (água, óleo, etc). Estas impurezas podem ser levadas à linha de alimentação do sistema ao pneu, prejudicando sua vida útil;

– Mangueiras costumam ressecar, podendo apresentar quebras e causar vazamentos no sistema, afetando a calibragem e podendo causar danos irreparáveis aos pneus;

– A aferição deve ser feita no painel, na rede e no pneu, no máximo a cada 3 meses. Caso o sistema indique uma pane, recomendamos que seja feita novamente a aferição do sistema

Afinal, usar ou não usar o Rodoar?
A utilização do rodoar deve ser avaliada por cada usuário de acordo com sua realidade.

Para utilizá-lo é necessário comprometer-se com as manutenções periódicas para manter seu funcionamento ideal, verificando sempre se a calibragem dos pneus está adequada. Além disso deve-se avaliar os custos com a manutenção necessária.

Caso estes itens não sejam observados, é recomendado manter a calibragem manual, garantindo que os pneus possuem a pressão de inflação correta para obter-se a maior vida útil do pneu.

Quer entender melhor como a Goodyear pode te auxiliar? Entre em contato aqui!