TRANSPORTE URBANO DE PASSAGEIROS: QUAIS SÃO OS DESAFIOS?

Publicado:

Quando pensamos nos desafios que os pneus enfrentam ao rodar nas cidades, é muito comum que venham à mente os obstáculos físicos, como pedras, buracos nas vias, objetos que podem perfurar a carcaça, entre outros. Só que, na prática, os pneus utilizados no serviço urbano estão constantemente expostos a essas adversidades e muitas outras. Os percursos urbanos são variados: os ônibus e caminhões podem passar por ruas, avenidas e corredores asfaltados ou de paralelepípedos. Assim, com os diferentes pisos, é natural que os pneus tenham que resistir a diferentes desafios.

Além disso, os frotistas que trabalham com o serviço urbano se preocupam constantemente com o impacto que as calçadas, meios-fios e curvas acentuadas causam nos pneus da frota. Para completar, as frenagens e arrancadas constantes – popularmente conhecidas como “anda e para” – também prejudicam os pneus, uma vez que geram excesso de calor na parte próxima ao talão. Em condições similares a uma rodovia, a ventilação natural da rodagem ajudaria a diminuir a temperatura, mas no serviço urbano não temos uma ventilação tão eficiente para resfriar o pneu.

Esse excesso de calor acaba causando um dos principais problemas que o serviço urbano enfrenta: a quebra do talão. Quando isso ocorre, a carcaça do pneu é perdida o que traz prejuízos ao frotista que deixa de recapar um pneu. E não para por aí: ocasionalmente o pneu sobe no meio-fio ou nas calçadas. Se o condutor fizer curvas em alta velocidade, os pneus acabam sofrendo o aumento da temperatura, o que pode causar falhas tanto nas raias dos ombros quanto na carcaça.

As soluções para o transporte urbano


Com tantos desafios, deu para sentir que não é fácil rodar pelas cidades, não é mesmo? Na verdade, a mobilidade nos grandes centros urbanos nasceu junto da formação das primeiras comunidades. Foi na extinta cidade de Uruk, na região onde hoje se localiza o Iraque, que surgiram as primeiras necessidades de deslocamento das pessoas. Entretanto, foi no período da primeira Revolução Industrial, na Inglaterra do século XVIII, que este conceito ganhou ainda mais relevância.

Pois é, a mobilidade urbana é uma pauta presente nas sociedades desde muito tempo atrás. Pensando em como trazer o máximo em quilometragem e durabilidade nos pneus para serviço urbano, a Goodyear desenvolveu a linha Urban Max, que conta com diversas tecnologias desenvolvidas especialmente para enfrentar os obstáculos que as ruas e avenidas trazem para os ônibus e caminhões.

O pneu Urban Max é composto por quatro cintas de aço, que faz com que sua estrutura seja muito mais reforçada para enfrentar os desafios que as ruas das cidades trazem. Além disso, a Tecnologia do Talão Frio permite a adição de mais borracha e compostos em seus arredores, o que faz com que a temperatura seja reduzida em até 5%. Pode parecer pouco, mas isso estende a vida útil da carcaça e aumenta o número de recapagens. O composto Bubble Base, por sua vez, fica localizado acima do pacote de cintas, e reduz a temperatura gerada pelas acelerações e frenagens, que sobrecarregam os ombros do pneu.

Assim, o gestor da frota consegue trazer mais qualidade para o serviço prestado aos passageiros; as viagens se tornam mais eficientes e reduzem os riscos tanto para os pneus e demais partes dos veículos quanto para os passageiros.

Quer entender melhor como a Goodyear pode te auxiliar? Entre em contato aqui!