PORQUE SE ATENTAR A COMBINAÇÃO DE DUPLOS

Publicado:

Se atente a distribuição correta das cargas e fique livre das inclinações na estrada.


Você sabia que a forma como um pneu é montado ou desmontado tem uma forte influência direta em sua vida útil? Se a resposta é não, dê uma olhada neste conteúdo pois é exatamente isso vamos abordar neste texto.

A combinação e espaçamento entre duplos é algo que você, caminhoneiro deve se atentar. Pois, toda carga a ser transportada por um eixo com montagem dupla deve ser distribuída igualmente por todos os pneus deste eixo. E devido a inclinação da estrada, diferenças no diâmetro externo e na pressão de ar, os pneus recebem cargas desiguais.

Normalmente os pneus internos suportam uma parte maior da carga. Já os pneus externos recebem carga menor que os demais. Exatamente por isso se estabelece uma capacidade de carga menor para um pneu sendo utilizado em montagem dupla.

Estipula-se em torno de 12% a diferença para a capacidade de carga de pneu em montagem dupla em relação a montagem simples.

Sendo assim, para evitar que seu veículo passe por situações de inclinação na estrada é necessário garantir que os esforços sejam distribuídos da mesma maneira entre os pneus de um conjunto de duplo.

Redobre a atenção na combinação e espaçamento entre duplos, desta maneira você evitará problemas como desgastes irregulares, fadiga na carcaça e até mesmo a deterioração de componentes mecânicos do veículo.

O diâmetro e circunferência dos pneus que compõem um conjunto duplo, devem permanecer iguais a todo momento. Diferenças entre ele podem gerar uma distribuição desigual de cargas e consequentemente os problemas de sobrecarga, aquecimento, fadiga, etc.

E você sabe como identificar uma diferença no diâmetro dos pneus? Com uma fita métrica metálica, se possível após 24h que o pneu estiver inflado, você deve medir as circunferências e compará-los entre si. Fazendo diretamente no veículo, esta medição pode ser feita com esquadro ou régua.

Caso essa combinação esteja incorreta, o pneu de diâmetro maior deverá suportar mais carga, ficando exposto a risco de estouro e o pneu de diâmetro menor, que deve rodar na mesma rotação do pneu maior, também sofrerá desgaste irregular e terá o efeito de arrasto sobre o piso.

As principais causas prováveis de má combinação de duplo são:


– A largura do aro não ser compatível com seu veículo;
– A medição errônea do diâmetro;
– As diferenças na pressão de inflação;
– O crescimento da carcaça.

Outras recomendações são:


– Não misturar no mesmo eixo pneus radiais e diagonais;
– Medidas diferentes ou equivalentes;
– Pneus novos com usados ou recapados;
– Séries distantes entre si;
– Desenhos diferentes e fabricantes diferentes.

Essa foi mais uma dica Goodyear de como você, motorista, deve se atentar a combinação de duplos para evitar desgastes irregulares e outras consequências para seu veículo e sua segurança.

Caso precise de qualquer auxilio, entre em contato conosco ou procure nossa rede de revendedores!